O que o futuro reserva para os novos negócios? O Estadão PME responde

Felipe Tringoni, especial para - O Estado de S.Paulo

08/12/2017 | 19h33    

Confira como foi ação do 'Estadão PME' com curadoria de Marcelo Nakagawa sobre o futuro do empreendedorismo

Ao longo de duas semanas, o Estadão PME se propôs a dar conta de uma árdua tarefa: mostrar o que aguarda o empreendedorismo a partir de 2018. Durante esse período, publicamos uma série de conteúdos especiais que registram reflexões de especialistas, jovens empreendedores e experientes empresários sobre o tema, com o objetivo de facilitar a rota de quem quer começar ou está em estágios iniciais de seu negócio.

:: Aos 22, co-fundador da Vitta vê terreno fértil para jovens e futuros empreendedores ::

No Blog do Empreendedor, Marcelo Nakagawa, professor do Insper especialista no assunto, trouxe quatro textos especiais pensando diferentes estágios do empreendedorismo. Abriram a série dois conteúdos sobre a importância da formação educacional no ensino fundamental e nas universidades. Na sequência, veio um destaque para a crescente necessidade de enriquecer as relações humanas nos negócios e uma lista de seis dicas para quem quer empreender em 2018.

Daniel Fernandes, Marcelo Nakagawa e Mariano Gomide de Faria durante entrevista da série sobre o futuro do empreendedorismo (Reprodução/Facebook Estadão PME)

Daniel Fernandes, Marcelo Nakagawa e Mariano Gomide de Faria durante entrevista da série sobre o futuro do empreendedorismo (Reprodução/Facebook Estadão PME) Foto: Reprodução/Facebook Estadão PME

TV Estadão. Além das postagens em seu blog, Nakagawa também selecionou os convidados para uma série de entrevistas ao vivo na TV Estadão. Todas elas estão disponíveis na página do Estadão PME no Facebook.

E nada melhor do que começar a falar sobre futuro do empreendedorismo recebendo alguém que está, literalmente, no começo de tudo – no caso, a jovem Manoela Meroti, de nove anos. Ganhadora de prêmios de inovação e palestrante da Campus Party, ela e seu pai, Evandro Peixoto, falaram sobre o incentivo às suas ideias e da importância da educação empreendedora aliada ao ensino fundamental e ao lazer.

O dia seguinte trouxe um convidado bastante diferente. Mariano Gomide de Faria, co-CEO da VTEX, refletiu sobre a expansão global de seu negócio no ramo do e-commerce, inovações de gestão e deu dicas a empreendedores de todos os segmentos e estágios.

No terceiro bate-papo, o destaque foi João Gabriel Alkmim. Co-fundador da Vitta, empresa de destaque no mercado de gestão de clínicas de saúde, ele contou sobre sua jornada como jovem dono de negócio. João também recebeu a reportagem da TV Estadão na sede da empresa e se mostrou otimista com relação ao próximo ano.

Fundador da indústria de molhos picantes De Cabrón Chillis, Leo Spigariol foi o convidado seguinte da série. O paulistano radicado em Santa Cruz do Rio Pardo expôs sua visão sobre autenticidade de marca e as dificuldades no crescimento da empresa.

A responsável por fechar esse ciclo especial foi Lucy Onodera, sócia-diretora e segunda geração à frente da rede de clínicas de estética Onodera. Na entrevista, falou sobre sua entrada no negócio familiar, relacionamento com clientes e franquias.