MPEs e MEIs paulistas apresentam aumento no faturamento durante o mês de março

Redação - O Estado de S.Paulo

16/05/2018 | 15h19   

De acordo com pesquisa do Sebrae-SP, o crescimento atingiu todos os setores. O Grande ABC teve crescimento de 33,1%, o maior em todo o Estado após queda histórica em 2017

As micros e pequenas empresas (MPES) e os microempreendedores individuais (MEIs) aumentaram o faturamento em todos os setores e regiões do Estado de São Paulo durante o mês de março deste ano. Este é o maior crescimento para o grupo desde o início da crise econômica brasileira, de acordo com a pesquisa Indicadores, organizada pelo Sebrae-SP.

As MPES tiveram elevação de 9,6% ante a comparação com o mesmo mês do ano anterior, somando R$ 67 bilhões em receita. No setor de comércio, houve aumento de 13,7%, 7,2% em serviços e 1,3% na indústria. Os índices já estão com o desconto da inflação. 

A região do Grande ABC paulista teve o maior salto na análise da entidade: 33,1% em comparação com 2017, pior mês para a região desde o início da série histórica, em 1999. O município de São Paulo avançou 18,9%, enquanto a Região Metropolitana subiu 16,3%. No interior do Estado, contudo, o avanço foi tímido, apresentando crescimento de 2,8%.

Ainda de acordo com a série do Sebrae-SP, em março a folha de pagamentos das MPEs aumentou 2,4% no Estado em comparação com o mesmo mês do ano anterior. O rendimento dos empregados aumentou 8%, enquanto o pessoal ocupado manteve-se praticamente estável, com índice de 0,1%.