Empresárias apostam em marmitas saudáveis e vendem até 600 pratos por dia

Redação - O Estado de S.Paulo

07/09/2017 | 07h00    

Fundada antes da crise, empresa espera manter bom desempenho e o faturamento de R$ 2,8 milhões

Comer fora de casa era um problema para a publicitária Cacau Melo. A rotina de trabalho atribulada não favorecia uma alimentação saudável. Preparar e levar a própria refeição para a agência também era difícil: com horários desregrados, reuniões, não sobrava tempo para cuidar da alimentação. Da demanda, nasceu a ideia de negócio que hoje fatura R$ 2,8 milhões com a venda de marmitas saudáveis.

“Não existia no mercado uma comida saudável, saborosa. Era tudo insosso, entregue em embalagens ruins. Sem falar que comida saudável era confundida com comida de regime, aquela coisa sem graça”, conta Cacau Melo, sócia da All Light Gourmet, empresa especializada em marmitas saudáveis - frescas e congeladas.

Fundada em 2011 com a sócia Caro Gall, responsável pela elaboração do cardápio, a empresa nasceu para atender uma demanda até então pouco contemplada pelo mercado. Hoje, mesmo na crise, mais de 600 pratos são entregues por dia em toda São Paulo. “Fizemos uma ampla pesquisa antes de montar o negócio. E não começamos de qualquer jeito. Investimos R$ 300 mil para começar. E foi tudo planejado. Desde as embalagens até a identidade visual”, conta.

Concorrência. A proliferação de negócios semelhantes começou há pouco tempo, impulsionados pela crise econômica e pelo alto índice de desemprego no Brasil. Porém, quando a All Light Gourmet foi fundada, colheu os frutos de um mercado com poucos concorrentes. “Nos primeiros dois anos nosso crescimento foi de 100%. É natural que esse crescimento passe a ser menor ao longo dos anos. Em 2016 foi de 30% e para esse ano de crise a gente espera fechar 2017 no mesmo patamar de 2016”, explica.

Além de vender marmitas frescas, as sócias perceberam o potencial dos congelados. Recentemente, também abriram um e-commerce onde é possível comprar desde kits com refeições para a semana a sobremesas e lanchinhos com propriedades nutricionais. “Nosso foco é a comida saudável, mas de verdade. Nosso cardápio é pensado para atender diversos públicos. Vamos ter pratos sem glutem, assim como os sem lactoses, os vegetarianos e também a refeição do dia a dia, em que a qualidade dos ingredientes e as propriedades nutricionais são levadas em conta”, explica. “Vamos ter uma linha com preços mais acessíveis por causa da crise em breve. É uma forma de entregar o que o cliente quer, que é a praticidade, a qualidade e bom preço”, finaliza.