Cresce aposta em serviço de marketing digital

Felipe Tringoni, especial para - O Estado de S.Paulo

23/06/2018 | 19h17   

Conteúdos especializados para as pequenas empresas avançam

Marketing digital é oportunidade para o setor de informática. Foto: Pixabay 

Marketing digital é oportunidade para o setor de informática. Foto: Pixabay  Foto: Pixabay

Franquias de informática cujo produto principal está em educação e treinamentos representam um segmento consolidado quando se fala em negócios de tecnologia. Mas já há alguns anos a linha que mais chama atenção por seu crescimento nessa área está ligada ao marketing.

Sites, lojas virtuais, posicionamento em mecanismos de busca e campanhas em redes sociais. Cada vez mais, a comunicação das empresas passa pela internet e dispositivos móveis. E hoje essa é uma estratégia, muitas vezes prioritária, de empresas grandes, médias e pequenas.

“O que mais chama atenção nesse segmento de informática, que na verdade é muito amplo dentro do mercado de franquias, são as redes de marketing digital. São empresas em que o papel do franqueado é a venda de serviços. O franqueador tem uma estrutura central de produção e precisa de capilaridade comercial”, analisa o especialistas Luis Stockler, da consultoria ba}Stockler.

É o caso, por exemplo, da Zupy, rede de microfranquias que desenvolve aplicativos de fidelização de clientes nos moldes dos clubes de vantagens que existem no mercado.

:: Momento é bom para viagem doméstica ::

:: Rede explora tendência de uso da tecnologia ::

:: Especialização corta custos do consumidor :: 

“Hoje, eu trabalho com a franquia totalmente online. Passamos treinamentos e suporte digital para os franqueados e, assim, consegui reduzir custos”, diz o fundador Fábio Martinelli. 

Atualmente, o empresário opera com 52 unidades franqueadas no modelo home based (pequenas franquias que sã operadas na casa dos empresários) e uma própria, na cidade de Guarulhos SP. O aporte inicial fica a partir de R$ 5 mil e inclui licenciamento, material, treinamento e suporte.

De forma similar, a Guia-se Negócios pela Internet conta com 110 unidades e 90% dos franqueados atuando remotamente. A rede oferece gestão de mídias online, CRM, automatização de vendas e criação de sites ou lojas virtuais. Segundo o proprietário José Rubens Oliva, o investimento inicial, incluindo capital de giro, vai de R$ 40 mil a 60 mil.

Pequenas e médias empresas têm cada vez mais demandas por visibilidade e atendimento ao cliente em canais digitais.

“Abre-se uma brecha de mercado para vender serviços diretamente aos negócios. E para isso não há necessidade de espaço físico ou grandes investimentos em infraestrutura”, afirma Stockler. 

:: Setor reduz expectativa de crescimento no ano :: 

:: Restrição de renda estimula consertos ::

:: Moda integra físico ao online :: 

O que deve ser avaliado é se o franqueador tem um bom serviço para entregar e uma boa cartela de clientes. 

Consolidado. O mercado de informática representa um segmento forte da economia, dotado há tempos de uma altíssima demanda digital.

Rápido. Mais do que em outros ramos, a especialização é necessária, ao passo que a velocidade das mudanças e investimentos são constantes