Convênio destina R$ 200 milhões para PMEs do setor de turismo

Letícia Ginak - Brasília

05/09/2018 | 18h41   

Parceria entre Sebrae, Embratur e Ministério do Turismo foi divulgada durante o Turismo Summit, evento realizado em Brasília

90% da indústria de turismo no País é de PMEs, segundo o Sebrae

90% da indústria de turismo no País é de PMEs, segundo o Sebrae Foto: Foto: Pixabay

Com o objetivo de promover ações voltadas ao aumento da competitividade das micro e pequenas empresas nacionais de toda a cadeia produtiva do turismo, Sebrae, Embratur e Ministério do Turismo firmaram  Convênio de Cooperação Técnica que destinará R$ 200 milhões para serem investidos no setor ao longo de dois anos. Estudos e pesquisas sobre rotas e destinos brasileiros que já possuem infraestrutura básica e fluxo de turistas serão um dos focos da parceria para fomentar e profissionalizar o turismo em todo o País. 

A verba será repassada para as unidades estaduais do Sebrae, que irá atuar em conjunto com as secretarias de turismo para então aplicar o recurso. Inovação, qualificação dos produtos e serviços e atração de investimentos também fazem parte do planejamento de atuação e destino da verba. O anúncio do convênio, firmado em junho, foi feito nesta terça-feira, 4, na abertura do Turismo Summit, evento promovido pelas entidades em Brasília.

A indústria do turismo no País é composta por cerca de 90% de micro e pequenas empresas, segundo o Sebrae. "Fechamos esse acordo em cima de destinos pré-determinados e vamos trabalhar concentrados nestes roteiros com todos os agentes envolvidos, públicos e privados", afirmou o presidente nacional do Sebrae, Guilherme Afif Domingos.

A presidente da Embratur, Teté Bezerra, reiterou a importância das micro e pequenas empresas no setor e expôs alguns dados sobre a implementação da tecnologia a favor do turismo, como a emissão de vistos para os Brasil requeridos totalmente de forma online. "Cerca de 42% dos vistos de fevereiro a junho desse ano foram emitidos online. Apenas em agosto,  foram 100 mil documentos processados dessa forma", diz. Turistas dos Estados Unidos,  Canadá,  e Japão podem solicitar o visto brasileiro online.

O evento ainda reuniu agentes públicos e empreendedores que discutiram e debateram temas como o novo perfil do viajante, que busca primordialmente por duas coisas: estar conectado durante toda a viagem e não ser tratado como um turista, mas sim viver experiências que o faça se sentir como um local.

Representantes de países modelos na governança e promoção do turismo também participaram do evento, como Milagros Ochoa, do Peru, e Carlos Martins, de Portugal, que debateu com o público a importância da economia criativa para fortalecer rotas e transformar cidades em destinos-desejo para todo tipo de turista. "Em Portugal, destinamos cerca de 100% do marketing para o ambiente digital, mais precisamente no Google. Isso fez muito diferença", completa. Milagros disse que o Peru trabalha no fortalecimento do turismo do país há 15 anos e finalizou o último dia do evento com a seguinte mensagem: "É preciso ter planejamento."